Porto Alegre: o que ver em um dia

Image

Não é sempre que podemos fazer a viagem que queremos. Não apenas porque o orçamento não combina com o destino dos sonhos. Mas nem sempre temos o tempo suficiente para explorar bem o lugar, passear sem pressa, descansar verdadeiramente.

Ainda assim, acho que vale a pena viajar. Porque conseguimos sentir um pouco da alma de outro lugar e, se não conhecemos costumes, população local pela falta de tempo, certamente temos despertadas a vontade e a curiosidade de voltar para este lugar e conhecê-lo melhor.

Como em Belo Horizonte, onde tinha apenas um dia, também tive de correr contra o tempo para sentir um pouquinho de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Ficou muito para ser visto numa próxima oportunidade, mas o que a cidade me mostrou em um dia fez valer a pena a viagem e certamente me deixou com vontade de voltar. E me fez gostar ainda mais do nosso Brasil, tão diverso.

O que fazer em um dia:

– Parcão

Image

Um dos bairros bacanas para se hospedar em Porto Alegre é o Moinhos de Vento, com ruas arborizadas e bem arrumadinho. Li que é o bairro mais chique da cidade. Ali, fica o Parque Moinhos de Vento, conhecido localmente como Parcão. É uma área grande, ideal para se passear com crianças ou curtir uma tarde ensolarada. Lembrou-me bastante dos parques de Palermo, de Buenos Aires.

Há um parquinho com brinquedos para crianças, área gramada onde os visitantes estendem seus lençóis e descansam, um moinho de vento que parece estar ali para ser um ótimo fundo para fotos e um lago com patos e tartarugas.

De acordo com o site oficial de turismo de Porto Alegre, ainda há no lado norte do parque (que eu não visitei) uma boa infraestrutura esportiva, com quadras de tênis, cancha de bocha, pistas de patinação e de atletismo, quadras polivalentes e campo de futebol.

Endereço: Rua Comendador Caminha, s/nº – Moinhos de Vento

– Parque Farroupinha (ou Redenção)

Image

Aos domingos, no Brique da Redenção, um calçadão ao lado deste parque, há uma feira de artesanato bem famosa. Não tive a oportunidade de visita-la, mas se você estiver em Porto Alegre em um domingo, não deixe de conferir.

Mesmo não sendo um domingo, o Parque Farroupilha vale a visita.

Também é uma área grande, que convida para uma caminhada. Há árvores, bancos, lagos, fontes e um portal em homenagem aos combatentes da Revolução Farroupilha.

Endereço: Av. João Pessoa, s/nº – Farroupilha

– Fundação Iberê Camargo

Image

Às margens do rio Guaíba, o prédio chama a atenção pela arquitetura diferente. Todo branco e cheio de ângulos, me deixou curiosa para ver a arte que abrigava. E não conhecia Iberê Camargo; portanto, era uma boa oportunidade.

Do lado de dentro, o museu também é interessante, bem anguloso. A cada pavimento, você consegue enxergar os outros, por um grande vão central e tem a oportunidade de ver as obras quase em sua totalidade.

Ao subir de um andar ao outro, por meio de rampas laterais, há janelas de vidro por onde se pode ver o rio Guaíba desde a fundação até o outro lado da cidade, no Gasômetro. A vista é compensadora.

Endereço: Avenida Pedro Cacique, 2000.

– Rio Guaíba

Image

Você pode ir ao Gasômetro para vê-lo. Mas como optei em ir à Fundação Iberê Camargo foi dali que vi o rio, que é, na verdade, um lago. Mas, pelo que pude perceber, o pôr-do-sol no Guaíba é bonito a partir de qualquer ponto da cidade.

O importante é não sair de Porto Alegre sem ter passado próximo a ele.

– Banca 40 do Mercado Municipal

Image

Mercado Municipal é sempre um passeio interessante. Sempre que posso, é um dos pontos que visito em uma nova cidade.

Neste caso, a indicação era ainda mais específica, a Banca 40 do Mercado Municipal e seu sorvete com salada de frutas e nata. Não foi preciso muito para me convencer. A sobremesa é mesmo imperdível. O preço: R$ 8.

O prédio do Mercado também é bacana e fica em uma região movimentada da cidade, o Centro Histórico. Também tem bancas de frutas e grãos, além de restaurantes e lojinhas de artesanato e souvenir.

Endereço: Largo Glênio Peres s/nº – Centro Histórico

O mercado funciona de segunda a sexta, das 7h30 às 19h30. Aos sábados, fica aberto das 7h30 às 18h30.

Como disse acima, ficou muito para ser visto, mas tendo uma oportunidade, vá a Porto Alegre e visite o que for possível. Você se envolverá pelo clima gaúcho e, com certeza, irá querer mais.

TEXTO: ÉRICA FRANÇA
FOTOS: ÉRICA FRANÇA E FÁBIO MENDES

 

Leia também:

Gramado o ano inteiro

Canela

Rota Romântica

Parque da Cachoeira em Canela

Nova Petrópolis

Related Post

9 thoughts on “Porto Alegre: o que ver em um dia

  1. Fábio Mendes

    É uma pena que ficamos pouco tempo na cidade. Já estive lá antes e gostei muito. Os gaúchos são um povo bem diferente e é bacana perceber isso em cada detalhe!

  2. Fábio Mendes

    É uma pena que ficamos pouco tempo na cidade. Já estive lá antes e gostei muito. Os gaúchos são um povo bem diferente e é bacana perceber isso em cada detalhe!

  3. girnei

    Boa noite guria! Parabéns pelo texto sobre a capital de meu estado. Ficou realmente muito bom. Pena que não foste ao Olímpico Monumental, palco de tantas glorias de meu tricolor que neste ano será demolido. Abraço.

    1. kikafranca

      Fala, Gaúcho….eita que este almoço não sai, viu…e quem será demolido? O estádio ou seu time? Brincadeirinha..eu sei que o do meu marido também anda mais pra lá do que pra cá! Beijooo.

  4. Pingback: Gramado: nem só de frio vive a serra gaúcha « Viajante em tempo integral

  5. Pingback: Gramado: nem só de frio vive a serra gaúcha « Viajante em tempo integral

  6. Pingback: Canela: natureza exuberante na Serra Gaúcha « Viajante em tempo integral

  7. tati

    Puxa, Mercado e Iberê são dois passeios que sempre programo e nunca faço em Porto Alegre. Lendo seu post acabei me arrependendo de não ter ido. Adorei o dia em POA através do seu blog. Delícia de escolhas que tu fez. Bj, Tati

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial