Gonçalves: esqueça do agito de Campos do Jordão

Esqueça-se de Campos do Jordão. Pelo menos das ruas cheias, dos bares lotados e de toda aquela agitação e paquera. Se você quer sossego e paz e quer aproveitar o inverno nas montanhas, o seu destino é Gonçalves, no sul de Minas Gerais.

Gonçalves

Araucárias

O pequeno município, a 1.350 metros de altitude, na Serra da Mantiqueira, é aconchegante e te chama para um fim de semana de descanso. Há excelentes opções de hotéis, como a pousada Bicho do Mato, com diárias a partir de R$ 310 para o casal, com café da manhã, durante a alta temporada. Você pode escolher ainda hotéis com serviços diferenciados, como massagens, quartos com ofurôs e banheiras de hidromassagem. Boa rede hoteleira você vai encontrar por aqui. Mas não conte com um centro movimentado. O centro de Gonçalves é formado por duas ruas e não há muito além de uns três restaurantes, uma casa de queijos e doces e uma loja de conveniência. Se o seu negócio são compras, este não é o destino ideal para você.

Gonçalves

Vista de quarto da pousada Bicho do Mato

Mas se você é fã de paisagens de tirar o fôlego, gosta de abrir a janela do seu quarto e enxergar uma cadeia de montanhas verdinha, verdinha, então esta cidade é o lugar certo. Silêncio, calmaria, frio, montanhas e muitas araucárias. Descobri que uma ótima terapia é ficar recolhendo os pinhões que caem das árvores. Quem tem dotes culinários, pode aproveitá-los ainda para fazer farofas, risotos e outros pratos.

As cachoeiras também são um atrativo especial de Gonçalves . Há muitas opções e algumas de fácil acesso, como as cachoeiras do Retiro e do Simão. Infelizmente, não tive tempo para aproveitar os mirantes, mas eles também são famosos por estas bandas. Um dos mais procurados é o da Pedra Chanfrada.

Gonçalves

Cachoeira do Retiro

Dica de restaurante: Se você quer comer comida boa, daquela mineira, sabe…e com ingredientes da horta do próprio restaurante, experimente visitar o Deméter na Roça (rua João Carlos da Silva, 320). O preço por pessoa é em torno de R$ 30 e, como disse o proprietário, você pode comer até rolar. Achei um exagero tamanho esta frase, mas depois de começar a refeição, entendi bem o que ele quis dizer. Há gostosuras de todos os tipos, todas com aquele tempero mineiro inconfundível (apesar de os proprietários serem paulistas, tendo tido um restaurante próximo ao Mackenzie), como risoto de pinhão e uma banana com queijo e farinha de milho perfeita. Foi uma das melhores descobertas de Gonçalves, sem dúvida.

Perfeito para casais em lua-de-mel, famílias e sossegados em geral! 🙂

TEXTO E FOTOS: ÉRICA FRANÇA

Leia sobre outros destinos de inverno no blog

Related Post

7 thoughts on “Gonçalves: esqueça do agito de Campos do Jordão

  1. Fábio Mendes

    Nham!!! Que rango delicioso o do Deméter. Espetacular mesmo e devidamente recomendado.

    Ótimo lugar para passeios, sem dúvida nenhuma. E ótimo texto sobre Gonçalves! Beijos, linda!!!

  2. Fábio Mendes

    Nham!!! Que rango delicioso o do Deméter. Espetacular mesmo e devidamente recomendado.

    Ótimo lugar para passeios, sem dúvida nenhuma. E ótimo texto sobre Gonçalves! Beijos, linda!!!

  3. Pingback: Destinos de Inverno 3: São Francisco Xavier « Viajante em tempo integral

  4. Pingback: Destinos de Inverno 4: Santo Antônio do Pinhal: bons restaurantes, hotéis confortáveis. Faltam os turistas. « Viajante em tempo integral

  5. Pingback: Destinos de Inverno 4: Santo Antônio do Pinhal: bons restaurantes, hotéis confortáveis. Faltam os turistas. « Viajante em tempo integral

  6. Pingback: Destinos de Inverno: matérias compiladas « Viajante em tempo integral

  7. Pingback: Destinos de Inverno: matérias compiladas « Viajante em tempo integral

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial