Viajar barato: 7 dicas para você economizar

 

Honeycomb (1)
Coloque seu e-mail abaixo e clique em Subscribe:
E-mail:  


Rodar o mundo não é privilégio apenas de quem tem dinheiro sobrando. Com um pouco de planejamento e disposição, é possível viajar barato e visitar os destinos com os quais você sempre sonhou. Algumas dicas para viajar barato devem ser seguidas para você atingir seu objetivo. Para viajar com economia, é preciso se dedicar: pesquisar passagens aéreas antes da compra, garimpar promoções em hotéis, buscar uma alternativa de hospedagem. Eu sou daquela que prefere viajar sem dinheiro a ficar em casa porque não tem grana para o hotel.

Abaixo, seguem algumas dicas para viajar barato. É claro que você precisa levar em conta seu estilo, seu modo de vida. Eu fico tranquilamente em um albergue em vez de um hotel. Mas não fico mais em acampamentos, por exemplo (a idade bateu, as costas doem, não rola mais). Também economizo nas refeições, se precisar. Pratos feitos em restaurantes menos turísticos e até o macarrão do mercado – para cozinhar no apartamento alugado – são opções para mim. Mas, para muita gente, isso é impensável. E também gosto de andar de transporte público, o que é bem prático.

Acompanhe as dicas e as adapte ao seu gosto e ao seu bolso. As dicas para viajar barato estão ao alcance de todos, é só procurar!

1. Passagens aéreas As passagens aéreas variam bastante de preço, mesmo para o mesmo voo. Portanto, faça pesquisas nas companhias aéreas que atendam seu destino. Cadastre-nos no site das companhias para receber as promoções. Além disso, utilize buscadores, como Voopter, Decolar, Submarino, Skyscanner para pesquisar os valores. Pesquise diversos dias e horários diferentes.

2. Locomoção Dê preferência ao transporte público. Além de ser ecologicamente correto, você foge dos taxistas maldosos (prefira eles à noite, no entanto, em destinos não muito seguros). Um terceiro ponto é que você conhece um pouco mais do modo de vida dos moradores daquela localidade. Você se sente um local. E, claro, andar de transporte público nas cidades é muito mais barato do que táxi ou carros alugados.

3. Hospedagem Verifique suas prioridades. Defina sua opção de acordo com elas. Algumas pessoas passam bem sem uma varanda ou ofurô. Para outras, estes mimos são essenciais. Os valores vão variar muito de acordo com a exigência de cada um. Definido seu grau de tolerância, opte por uma hospedagem bem localizada e busque, na sua categoria, o melhor custo-benefício. Se o hotel ou pousada, ou ainda apartamento ou casa alugada, fica bem localizado, você não gastará com táxi, ônibus ou metrô para ir aos principais pontos de interesse. Nos centros, geralmente você consegue fazer seus programas a pé. Se você concentrar a maioria dos seus programas nas redondezas do seu hotel (caso fique no centro, próximo aos pontos turísticos), vai gastar bem pouco com táxi. Apenas em uma escapada à noite para aquele restaurante charmoso no outro bairro. E, ainda assim, eu geralmente vou de ônibus e pego o táxi só na volta. Busque informações sobre os hotéis, leia as reviews dos hóspedes. Pelos sites Booking.com e TripAdvisor, você pode ler comentários de hóspedes e consegue saber se o hotel tem bom atendimento, prima pela limpeza e silêncio, por exemplo.

4. Alimentação A primeira dica para viajar barato é fugir dos locais megaturísticos. Às vezes, dois quarteirões fora do burburinho são suficientes para você sentir uma grande diferença na conta. Sempre dê uma olhada no menu do dia, que é geralmente mais barato.

viajar barato

Fuja dos lugares megaturísticos

E, no estilo mundrungo, faça um bom café da manhã, pare suas andanças para um lanche rápido e econômico no meio da tarde e invista no jantar. Muitos preferem realmente não “perder tempo” para sentar e almoçar e deixam a refeição mais tranquila (e cara) apenas para a noite.

Se tiver frigobar no quarto, você pode abastecê-lo com as compras do mercado – frutas, sucos, salgadinhos, pão, frios, água. Assim, você não corre ao restaurante do hotel quando bater a fome de noite. E também pode levar os lanchinhos na mochila. Quer mais economia? Se tiver em uma casa ou apartamento alugado, também pode investir nos passeios aos supermercados, ver os ingredientes diferentes e aprontar uma refeição nova no conforto da sua nova casa.

5. Compras. Ai, aqui é difícil. Novamente, cada um tem um estilo e um grau de tolerância. Eu gosto de comprar coisas que me serão úteis e que vão me lembrar da viagem com frequência. Adoro acessórios. Meus lenços e cachecóis sempre me contam histórias de viagens. Também gosto de ímãs de geladeira. Dois itens pequenos, fáceis de colocar na mala e geralmente bem econômicos. Também invisto neste tipo de lembrancinhas. Sou muquirana com presentes, sorry!

6. Passeios Uma das coisas ótimas de viajar é que você não tem hora para nada, não tem compromissos nem precisa correr. Portanto, caminhe bastante pelo destino, descobrindo o lugar. Você verá monumentos, prédios e verá muito da história do local sem gastar nenhum centavo. Entregue-se ao ócio, caminhe na beira da praia ou do rio, sente nas praças e parques, leia o jornal. Você aproveitará seu dia de uma forma que você geralmente não consegue fazer, vai descansar (e férias são para isso!), curtir um novo lugar e gastar pouquíssimo ou nada. Não abra mão da água de coco ou do sorvete, ok?

viajar barato

Entregue-se ao ócio e à contemplação

7. Atrações Muitas das atrações que você quer visitar são gratuitas em algum dia da semana. Para se informar melhor, consulte antes o site do local e se informe. Há museus que são gratuitos às segundas-feiras. Há visitas guiadas que são grátis às terças e parques que não cobram a entrada aos domingos. Uma boa pesquisa prévia lhe fará economizar uns bons reais/pesos/dólares/euros.

O segredo da economia está no planejamento e na pesquisa. É importante batalhar antes, se informar sobre a cidade, verificar a melhor localização para se hospedar, os bairros bacanas, os bairros alternativos, as atrações gratuitas. Com bastante pesquisa e boa vontade, você consegue viajar mais e mais barato.

viajar barato

O Panteão, em Roma, é um exemplo de atração gratuita

Claro que vamos aprendendo com a prática. Mas muitas dicas comecei a colocar em prática lendo blogs de viagem.
TEXTO: ÉRICA FRANÇA
FOTOS: ÉRICA FRANÇA E FÁBIO MENDES

Assine nossa lista VIP e receba conteúdo exclusivo:


Leia mais dicas de economia: Como economizar no transporte a partir de aeroportos Dicas para alugar um apartamento de temporada

2 thoughts on “Viajar barato: 7 dicas para você economizar

  1. Fábio Mendes

    Dicas preciosas para quem quer não apenas economizar com viagens, mas viajar melhor, porque muitas vezes as pessoas se esquecem que o passeio é para descansar e/ou desestressar e voltam mais cansadas do que partiram.

    Postagem fundamental, esta.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial