Pocitos, em Montevidéu: um comercial de margarina

Pocitos

Na minha visita ao Uruguai, na hora de escolher onde ficar, optei por Pocitos por estar em busca de tranquilidade. Mesmo não conhecendo a cidade, li (e confirmei!) que podia chegar ao centro da cidade de táxi e que isso não me custaria muito. Também experimentei ir ao centro de ônibus e foi bem proveitoso. O transporte público é uma ótima oportunidade de sentir a cidade.

A partir de Pocitos, para ir à Ciudad Vieja ou à Plaza Independencia, onde estão o Palácio Salvo, o prédio da Presidência, o Teatro Solís e o portão da Ciudad Vieja, pegue o ônibus 121. Você pode pegá-lo em frente ao shopping Punta Carretas, pagando 18 pesos uruguaios (R$ 1,80). O trajeto leva de 15 a 20 minutos.

No caminho inverso, usei o táxi, porque já era tarde da noite. A corrida ficou em torno de 100 pesos (o equivalente a R$ 10). Isso significa, para mim, que vale a pena ficar em Pocitos. O que você ganha ficando nesta região? A oportunidade de acordar tranquilo e ir para a rambla do rio da Prata para uma caminhada light, com direito a muitas cenas de comercial de margarina.

Pocitos
Você pode ir até a Playa Pocitos, passar na Livraria Yenny, que tem um café bacana, ou visitar o outro lado (sentido centro) e visitar o farol. Você pode subir ali para uma vista bonita da cidade. A entrada é 15 pesos (R$ 1,50). Ali de cima, você enxerga a cidade toda. Consegue ver Pocitos, grande extensão do rio da Prata e até o porto e o centro da cidade.
O que mais gostei ao passear pela rambla foi ver a vida tranquila que os uruguaios têm ali. No final de semana, a rambla e os gramados da “praia” ficam cheios. Mas, mesmo durante a semana, e com 13 graus no termômetro, vi muita gente correndo, fazendo caminhadas e passeando com o cachorro.

Pocitos
No sábado e domingo de manhã, é uma delícia ver as crianças jogando futebol, rugby e as famílias brincando com as crianças. Quem não está brincando com os filhos, está com os cachorros, fazendo-os buscar a todo momento bolinhas de tênis.

Ah, famílias com filhos, cachorros, casais ou solitários apreciando o rio estão invariavelmente com sua cuia de mate e a garrafinha térmica em mãos. Me questionei as propriedades do mate durante esta viagem. Todos que eu vi com o mate em mãos eram magrinhos ou magrinhas. 😉

Regency Golf
Em Pocitos, escolhi o hotel Regency Golf, depois de ler dicas de vários hotéis no Viaje na Viagem, do Riq Freire. Optei por ele porque achei bem localizado e com bom custo-benefício.

Para mim, o hotel foi um achado. O quarto escolhido custou US$ 115. O espaço é bom, não enorme, mas bom. Há frigobar, pia e armário – uma mini-cozinha funcional. Há também gavetões para guardar as roupas, uma mesinha com estilo americano, com dois bancos, e um guarda-roupa com espelho e cofre. O que mais gostei foi a cama, super confortável. E os mimos também. Toda tarde, um funcionário trazia um papel com a previsão para o dia seguinte, junto com um chocolatinho. Muito fofo. 🙂 O café da manhã é variado, com várias frutas e iogurtes. E há os jornais do dia para quem gosta (Eu, eu, eu!) e uma televisão que estava transmitindo noticiário esportivo.

Pocitos

O hotel está a uma quadra e meia do Shopping Punta Carretas, que é bem bacana, com lojas de marcas e um restaurante gostoso, o El Fogón. Comemos lá uma noite e pagamos 950 pesos uruguaios por um prato de nhoque e um bife de chorizo com acompanhamentos, mais vinho e sorvete de doce de leite. Achei bom.

A rambla também está há quatro quadras. E o ponto de ônibus para ir ao centro fica em frente ao shopping. Portanto, super perto. A região também é muito agradável para caminhadas em quaisquer horários.

Pocitos. Altamente recomendado.
Regency Golf Hotel. Altamente recomendado.

TEXTO: ÉRICA FRANÇA
FOTOS: ÉRICA FRANÇA E FÁBIO MENDES

Leia mais sobre Uruguai no blog

9 thoughts on “Pocitos, em Montevidéu: um comercial de margarina

  1. Fábio

    Incrível como uma cidade daquele porte pode ser tão pacata. Montevidéu vive em outra rotação, e Pocitos é a cereja do bolo na cidade. Fiquei contagiado pelo sossego!

  2. Pingback: Mercado del puerto: farte-se com uma boa parrillada « Viajante em tempo integral

    1. Sonia Cristina Lourenço da silva

      Estive em montevidéu na semana passada e fui a boas atrações por lá!
      Musica boa, comida boa e uma cidade bastante aconchegante. Adorei a cidade.Realmente dá pra se contaminar pela coisas boas de lá.

  3. Pingback: Teatro Solís: visita imperdível para a primeira vez em Montevidéu « Viajante em tempo integral

  4. Pingback: Estádio Centenário para quem não é fã de futebol « Viajante em tempo integral

  5. Pingback: Montevideu, parte 2 | De volta outra vez

  6. Paloma

    Delicia de Praia! Acho o melhor bairro para ficar em Montevideo, também fui e não me arrependi e se eu voltar com certeza será em Pocitos que ficarei novamente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial