Glaciar Perito Moreno: experimente o melhor uísque da sua vida na Patagônia

Existem atrações turísticas que, de tão impactantes, se transformaram em ícones até mesmo para quem nunca teve a oportunidade de vê-las de perto. É assim com o Cristo Redentor e a insuperável vista do Rio de Janeiro a partir do morro do Corcovado. Ou então com a antiga cidade inca de Machu Picchu, no Peru. Outra atração pronta para ser incluída nesta seleta lista é o Glaciar Perito Moreno, na Patagônia argentina.

glaciar perito moreno

Toda esta região é repleta de geleiras, mas o Glaciar Perito Moreno se destaca pelo fato de ser a única que (ainda) não é afetada pelo aquecimento global. Ao contrário das demais, não teve seu tamanho reduzido por causa da elevação de temperatura.

A geleira está a cerca de 80 quilômetros de El Calafate e a cidade é o principal ponto de partida para a atração, que recebe turistas o ano inteiro (especialmente no verão, vejam só). Ônibus fretados e os remises (vans e carros que fazem o serviço de táxi) levam até o local. Também é possível chegar ao glaciar Perito Moreno de automóvel próprio ou alugado, mas dependendo da época do ano, é fundamental que o veículo tenha tração 4×4 e correntes nos pneus por causa da neve.

Indo de ônibus, a primeira parada acontece logo na entrada do parque. Dali é possível tirar as primeiras fotos do Glaciar Perito Moreno ao longe, mas já imponente.

A parada final ocorre em frente ao glaciar, onde uma rede de passarelas deixa o visitante ainda mais perto do gigante de gelo. Além de suas dimensões titânicas, o que mais atrai os turistas são os enormes blocos que se desprendem da geleira e caem no lago, provocando um grande estrondo. Trata-se de um espetáculo visual e sonoro.

glaciar Perito Moreno

Trekking no Gelo

Se apenas contemplar esta grande maravilha da natureza é pouco para você, ainda é possível providenciar a cereja neste bolo: caminhar sobre a geleira. As operadoras de turismo proporcionam duas modalidades: o Minitrekking, com duas horas de caminhada, ou o Big Ice, em que o turista anda sobre a geleira por seis horas. Os passeios no glaciar Perito Moreno não são realizados entre meados de julho e de agosto.

glaciar Perito Moreno

Eu escolhi o Minitrekking. Apesar de ser o passeio mais curto, oferece as mesmas atrações do maior. E que atrações são essas? Muitas.

Logo no início, barcos fazem a travessia para o outro lado do lago. Antes de iniciar a caminhada no glaciar Perito Moreno, há uma providencial parada para fazer um lanche e recuperar o ar. Sim, porque ele vai lhe faltar assim que as embarcações passarem perto, muito perto da geleira. Se você tiver a sorte de ver os blocos de gelo caindo bem do seu lado, agradeça imensamente.

O passeio propriamente dito acontece assim que os guias lhe ajudam a colocar os grampões nos calçados, acessório fundamental para caminhar sobre o gelo. Agora a diversão acontece de verdade.

Durante o passeio, é possível encontrar algumas cavernas formadas pelo degelo. Nestes locais, o gelo ganha tonalidades de azul quase alienígenas. Esses tons inusitados ainda serão encontrados durante todo o passeio – eles variam de acordo com a forma no glaciar a forma como a luminosidade natural incide sobre a região. É uma paisagem belíssima.

glaciar Perito Moreno

Como belíssima é a visão do alto do glaciar Perito Moreno. Ali é possível ver, dependendo do tempo, como é ele é ao fundo: um vale gigantesco coberto de gelo, recortando a cadeia de montanhas. E aqui vale a mesma lei do deserto: as distâncias são muito, mas muito maiores do que a visão faz parecer.

Ao chegar ao ponto mais distante do passeio, vem o grand finale: os trekkers são presenteados com uma dose de uísque. Com gelo, é claro, tirado do próprio glaciar pelos guias.

glaciar perito moreno

No final, a dose de uísque é com o gelo do próprio glaciar

FÁBIO MENDES (Marido convidado)
Receba os posts do Viajante em Tempo Integral por e-mail

Serviço:

Entrada no parque: 70 pesos
Leia também:

El Calafate

Buenos Aires: todos os textos do Viajante em Tempo Integral

 

5 thoughts on “Glaciar Perito Moreno: experimente o melhor uísque da sua vida na Patagônia

  1. NAC eye drops

    O português geleira, do século XIX , preferível ao castelhanismo ventisqueiro e diferentemente do galicismo glaciar, é derivado do português gelo (do latim gelu, ‘gelo, geada, frio intenso’) e o sufixo -eira, que, no caso, traduz a ideia de ‘intensidade, aumento, acúmulo’. O espanhol hielo, ‘gelo’, de 1220-1250, permite datar o português gelo no século XVI , ainda que seu primeiro registro seja o do dicionário de António de Morais Silva (1813).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial