Esportes de aventura com crianças: é possível?

 

esportes de aventura

Neste texto, quero dividir com você como foi nossa primeira experiência de esportes de aventura com crianças. Sou uma adepta de viajar com crianças, porque acredito que as novas experiências ampliam o horizonte dos pequenos. Além disso, as viagens fortalecem os laços familiares. Sendo assim, quero que minha filha viva conosco a maior parte das experiências nas viagens. O que ela estiver apta a fazer, desde que com segurança, ela pode fazer. Isso inclui visitar cidades e lugares que não sejam considerados “de criança”. E isso inclui também fazer trilhas, visitar a natureza e fazer esportes de aventura.

Fomos a Socorro, interior de São Paulo, famosa por esportes de aventura. E nos surpreendemos positivamente com a estrutura da cidade. O município é inclusivo e ali todos podem curtir o que a cidade tem a oferecer – pessoas com deficiência, famílias com crianças, quem viaja com seus cães, etc.

Tirolesa

A primeira atividade que a Carolina quis fazer foi descer de tirolesa no Hotel Fazenda Floresta do Lago. A tirolesa atravessa um lago e tem 10 metros de altura e 200 metros de comprimento. A recomendação é de acordo com peso e altura e não idade. Mesmo receosa, confiei nos equipamentos de segurança, nos monitores e experiência de outros hóspedes. E ela desceu a tirolesa feliz da vida, mais de uma vez.

No dia seguinte, uma nova tirolesa chamou a atenção da Carolina, desta vez, no Parque do Monjolinho, um ótimo local para quem ama os esportes de aventura. A tirolesa passa por cima de uma cachoeira e me assustou. Mesmo assim, com todos os equipamentos de segurança e a promessa de que ela poderia ir tranquilamente, tinha altura e peso, deixei. Lá em cima, a altura a assustou e ela recuou. Sem problemas. Meu coraçãozinho agradeceu e senti que dei espaço a ela tanto para experimentar quanto para voltar atrás.

Esta tirolesa, especialmente, é mais alta e realmente acho que crianças pequenas podem se assustar. Mas vi crianças um pouco maiores a experimentando, bem como pessoas mais velhas.

Caiaque e Stand-up paddle

Outras atividades que, a princípio, podem não parecer adequadas a crianças e podem assustar os pais são as atividades aquáticas, como andar de caiaque, fazer passeios com stand-up paddle. Mas isso também é possível e muito bacana. Eu queria fazer um passeio de stand-up no rio do Peixe, no mesmo Parque do Monjolinho. Era preciso mais uma pessoa para fechar o pacote e o Fábio se ofereceu. Mas e a Carol? No stand-up, não dava. Ela, no entanto, curtiu a ideia de ir de caiaque com a instrutora.

De colete salva-vidas, ela foi remando até a cachoeira, nos acompanhando. Feliz da vida, ainda se arriscou no stand-up junto com a instrutora e o colete, claro. E, na volta, estava tão relaxada em meio à natureza, que tirou uma soneca no caiaque.

Mais atividades

esportes de aventura
Socorro está mais do que preparada para receber todos os tipos de praticantes de esportes de aventura, inclusive famílias com crianças pequenas. São inúmeras atividades para elas e muitas oportunidades para eles explorarem a natureza.

O Hotel Fazenda Campo dos Sonhos é um dos lugares mais indicados para as famílias. Mesmo quem não é hóspede pode fazer o Day-Use e aproveitar as atividades do local. Entre elas, há passeios de pedalinho, passeios a cavalo, charrete, pescaria, tirolesa, arvorismo e passeios de bicicleta e triciclo.

Conclusão
A conclusão que tivemos com esta viagem é que as crianças também podem aproveitar a natureza da mesma forma que nós adultos e que isso é recomendável. E que, sim, podem fazer algumas atividades mais radicais, porque há opções adequadas para elas. Respeitando em primeiro lugar a segurança e, em segundo, a vontade e disposição da criança, elas podem testar seus limites. Para cada uma, o limite é um. Para umas, o pedalinho é assustador; para outras, sem graça. Andar a cavalo pode ser o máximo ou amedrontador. Tirolesa? Talvez uma aventura agradável, mas também vi crianças chorando por não quererem ir. E tudo bem. Se temos de respeitar nossos limites e vontades, devemos fazer a mesma coisa com nossos filhos. E deixá-los experimentar de acordo com seu tamanho e vontade.

viagem-com-criancas

Este post foi produzido em parceria com o Comtur de Socorro, o Parque de Aventura Monjolinho e o Hotel Fazenda Campo dos Sonhos. Nós do Viajante em Tempo Integral agradecemos as parcerias e ratificamos a nossos leitores que todas as informações do post são provenientes de nossas experiências. Nossos parceiros não interferem em nossas publicações.

10 thoughts on “Esportes de aventura com crianças: é possível?

  1. Fran Agnoletto

    Eu sou da opinião que todo lugar pode ser super divertido para as crianças, claro que respeitando os limites.
    Adorei a sugestão de atividades.
    Aqui, o pequeno só deixaria de fora a tiroleza, pois morre de medo.
    beijão

  2. Liliane Inglez

    Bem legal seu post! Estou me lembrando que no final de semana fomos ao parque aquático em Olímpia e o Léo foi em vários brinquedos radicais com o pai e eu só fiquei olhando…rsrs
    Acho ótimo diversificar as experiências dos pequenos. Mas sempre – como você disse – cuidando da segurança! Um abraço, Lili @trilhasecantos

  3. Lilian

    eu sempre fui muito medrosa pois na infância e adolescência não tive essa oportunidade e minha mãe tb era muito medrosa, chegava a não deixar eu e minha irmã fazer certas coisas. mas procurei incentivar meus filhos a experimentar essas atividades junto com o pai ou professores. Muito bacana saber que tantos lugares oferecem isso

    1. Érica França Post author

      Oi, Lilian! Pois é, existem lugares, como Socorro, com infraestrutura maravilhosa para os esportes de aventura e para as crianças se divertirem. 🙂

  4. Simone Hara

    Eu sou um bocado medrosa pra algumas dessas atividades, mas sempre incentivo minhas filhas a tentarem. A mais nova já é companheironha de aventuras do papai, mas a mais velha é mais medrosa mesmo e faz parte né? Respeitando os limites de cada uma, eu sempre apresento pra elas novas atividades e desafios. O importante é a gente se divertir juntos!
    Adorei as opções em Socorro. Acredita que ainda não conhecemos? Já entrou pra nossa listinha!

    1. Érica França Post author

      Oi, Simone. Que bom que Socorro entrou pra lista, é um lugar MUITO bom pra ir em família. E concordo contigo, temos de respeitar as crianças – incentivá-las, mas respeitar seus limites. Quem quer ir, vai (mesmo que nosso coração fique apertadinho) e quem quer ficar, tá tudo bem também!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial