Dicas Buenos Aires – Agente de viagem por um dia

Atualizado em 11/11/2015

Adoro dar dicas de viagem, mesmo quando eu não conheço o lugar que a pessoa irá visitar. Imagina então quando me pedem dicas de Buenos Aires, um lugar que eu amo. Meus pais finalmente visitaram os porteños e eu resolvi fazer um guia personalizado, que divido com vocês. Acho que as dicas servem para todos e podem ser adaptadas para cada viajante, de acordo com seu estilo.

Eles passaram sete dias na capital argentina. Se você ficar menos tempo, priorize os passeios que preferir. A melhor dica é fazer o que você tem vontade e não se preocupar muito em cobrir todos os pontos turísticos. Relaxe, em vez de se estressar ou ficar tenso e curte esse guia “Dicas Buenos Aires”.

Buen viaje!
CENTRO
Casa Rosada e Praça de Maio Às quintas-feiras, as avós da praça de maio ainda vão lá fazer suas manifestações pacíficas. Elas ficam andando em círculos pela praça (na época da ditadura, faziam filas em busca de informações, mas falavam para elas: “circulando, circulando”. E até hoje elas circulam).

A Casa Rosada é aberta para visitação, de sábados, domingos e feriados, das 10 às 18h. O passeio de 60 minutos é gratuito. RECOMENDADO. Dicas Buenos AiresCongresso
Um dos prédios mais bonitos em BsAs, na minha opinião. Há visita guiada de segunda a sexta-feira em diferentes horários. Às segundas, quartas, quintas e sextas, as visitas acontecem às 12h30 e às 17h, em inglês e espanhol.

Teatro Colón
Infelizmente, quando fui à cidade, o teatro estava fechado. Mas sempre é recomendado por ser um dos mais bonitos da capital e da América Latina.
Endereço: Cerrito 618, San Nicolás
Visitas guiadas: Todos os dias, das 9h às 17h, GRATUITAS.

Calle Florida
Esta rua central só tem lojas e turistas. Há muitos, muitos brasileiros por ali. As Galerias Pacífico ficam ali e ficam em um prédio maravilhoso, que vale a visita. Não se esqueçam que em locais turísticos carteiras e máquinas não precisam ficar à mão. Fora isso, os vendedores falam português e querem te vender até a mãe. Mas a mãe costuma ser mais barata em outros lugares. :p Dicas Buenos Aires Café Tortoni
Tradicional no município, era frequentado por intelectuais e artistas. Não paga para entrar. Geralmente, tem fila. Mas enfrente-a quando for pequena. Há momentos em que está lotado, em outros está mais tranquilo. O programa é ótimo. RECOMENDADO.

Endereço: Avenida de Mayo, 825, Montserrat
Aproveitem também outros cafés não conhecidos, são geralmente bons e mais baratos!

Dicas Buenos Aires

Vale a pena visitar o café mais famoso da cidade.

Catedral Metropolitana
Fica nas redondezas da Plaza de Mayo. Ali está enterrado o herói da Independência, o General San Martín.

Cabildo
Também fica nos arredores da Plaza de Mayo. Trata-se de um prédio histórico com documentos da Revolução de Maio, por exemplo. O prédio representava os interesses locais durante a época da Colônia. Hoje conta com documentos das invasões inglesas, a Revolução de Maio, etc. Monumento histórico. Recentemente, a mostra permanente foi reformulada e o antigo calabouço foi aberto à visitação do público.

O museu funciona às terças, quartas e sextas, das 10h30 às 17h. Aos sábados, domingos e feriados, o horário de funcionamento é das 10h30 às 18h.

O Cabildo também tem um projeto chamado Cabildo Noturno – às quintas-feiras, o museu funciona das 10h30 às 20h. A entrada do público é sempre até 30 minutos antes do fechamento. 

Há visitas guiadas às quartas, quintas e sextas às 15h30. Aos sábados, domingos e feriados, às 12h30, 14h e 15h30. No dia do Cabildo Notruno, às quintas-feiras, a visita guiada acontece às 18h30.

Honeycomb

FORA DO CENTRO
Museo Evita
Há muitos museus para serem vistos. Este é um dos que gostei bastante, o Museu Evita, com toda a trajetória desta mulher admirada pelos argentinos. Há visitas guiadas de terça a domingo, em espanhol, inglês, português e francês, com duração de 45 minutos e grupo mínimo de 5 pessoas. É preciso entrar em contato para marcar.

O Museu Evita fica na rua Lafinur 2988

Livraria El Ateneo Grand Splendid
Para chegar nela, vá de metrô. Esta unidade da livraria é a maior da América Latina e fica em um espaço construído para sediar um teatro. No palco funciona um café e nos camarotes, há espaço pra leitura. É lindo. Endereço: Avenida Santa Fé, 1860 (estação Callo, línea D) Dicas Buenos Aires A PÉ A PARTIR DO CENTRO
Pegue a Florida até o final, sentido Retiro, e vocês chegarão à Plaza San Martín, que tem os pontos de interesse abaixo:

Estação Retiro
É uma estação tipo a Estação da Luz, famosa por lá, que leva para a Grande BsAs. É bonita, vale entrar lá…se quiserem pegar o trem, é baratinho. Dá para ir a Tigre ou descer em outro local qualquer, para conhecer um pouco melhor o que é a vida dos argentinos.

Torre dos Ingleses
Endereço: Av. del Libertador, Retiro

Edifício Cavanagh
Foi o maior prédio da cidade, hoje ainda figura entre os mais altos. Dicas buenos aires Memorial Guerra das Malvinas
Na Plaza San Martín, há um memorial com o nome de soldados que morreram no suicídio que foi a Guerra das Malvinas. Não as chame de Falklands na Argentina, se não quiser ser expulso do País.

Museu das Armas

BAIRROS
San Telmo É um bairro com casas antigas, mercados. É onde tem a tradicional Feira de Antiguidades, aos domingos. A calle Defensa é a mais comercial (onde acontece a feirinha). Tem barzinhos, sorveterias (tomem o de dulce de leche!) por ali.

Em San Telmo, na esquina da Chile e Defensa, há uma estátua da Mafalda (personagem de quadrinhos do argentino Quino) sentada em um banco. É fofa! Fique em frente à Casa Rosada. O bairro está à sua direita. Dá para ir tranquilamente a pé. Mas também tem metrô. A estação mais perto é a Independência.

Recoleta
É um bairro nobre da cidade. Por ali é gostoso de caminhar, tem ruas arborizadas, prédios bonitos. Me lembra um pouco o bairro dos Jardins, em São Paulo. Ali há bons restaurantes. Não sou especialista em Recoleta, mas vale a visita ao Cementerio de la Recoleta, onde está enterrada a Evita.

Endereço Cementerio de la Recoleta: Junín 1760, Recoleta

A Recoleta não é longe do centro. Mas não precisa ir a pé, especialmente à noite. Uma opção são os táxis.

Palermo
Eu AMO este bairro. Ele é dividido em três – Soho, Hollywood e Viejo. Ali é meio Vila Madalena com Paulista, é descolado e moderno. Há muitas lojas, outlets, bares, restaurantes, baladas. As ruas são arborizadas. O que mais gosto de Palermo são os parques.

Desça na estação Plaza Italia (estação da linha D-verde) para ir até eles. Ao lado já estão o Jardim Botânico e o Zoológico. Na Plaza Italia, olhe em frente, há uma avenidona que vai margeando o zoológico – a Sarmiento – siga-a por toda a vida e chegará ao Parque Tres de Febrero, ao Rosedal e ao Jardim Japonês. É tudo de bom. Dicas Buenos Aires Puerto Madero
Este bairro fica “atrás” da Casa Rosada. Ali foi revitalizado e hoje abriga um calçadão com muitos restaurantes. É bem bonita a região. Tem a Puente de La Mujer e uma reserva natural. Dicas Buenos Aires Boca – Caminito
Ali há casas que foram feitas pelos trabalhadores do porto. Hoje eles pintaram as casas e ali virou um grande ponto turístico. Vale ir e tirar umas fotos, mas não me chamou muito a atenção. E vão apenas ao Caminito, não saiam andando fora desta região…porque foi lá que fomos assaltados. Dicas Buenos Aires – La Bombonera – estádio do Boca Juniors
Se forem ao estádio, podem optar entre táxi ou ônibus. De lá, caminhem ao Caminito. É perto, movimentado, super tranquilo. Se não forem ao estádio, vão direto ao Caminito. Voltem de táxi também para o centro ou para onde forem depois. O La Bombonera é um passeio excelente para os fãs de futebol.

Atividades de interesse
Show de Tango
Em San Telmo, é possível ver dançarinos pela rua, especialmente aos domingos, dia da feira de antiguidades. Mas algumas das casas de shows de tango mais famosas são estas:
El Querandí,
Centro Cultural Borges
Bar Sur.

 Bate-volta a partir de Buenos Aires
Colônia do Sacramento, Uruguai
A cidade foi colonizada por portugueses, lembra Paraty, com ruas de pedras e casas antigas. É fofa e fica às margens do rio da Prata. Para ir, leve a identidade ou passaporte. É outro país, lembrem-se (eu não me lembre :P). Tem duty free no barco geralmente. E troque dinheiro lá. Ou use cartão de crédito nos restaurantes e lojas.

Tigre
 Para ir a Tigre, você precisa pegar o trem na Estação Retiro. É só pedir pela estação Tigre. A cidade é tranquila, há passeios de barco por ali. Mas eu acho que só vale a pena ir se você tiver dias sobrando em Buenos Aires.

Zoológico de Lujan
Para viver “perigosamente” e entrar nas jaulas com tigres e leões, este é o destino certo! Dá para chegar de ônibus a partir de Buenos Aires.

INFORMAÇÕES ÚTEIS
Real e peso – Um real está valendo cerca de 2,54 pesos. Não ande com muito dinheiro. Nem precisa trocar muito, use o cartão de crédito internacional. É mais seguro e prático. Use para pagar o hotel, os restaurantes, as compras em lojas maiores. Você também pode usar o Visa Travel Money ou ainda sacar pesos com seu cartão de débito (habilite-o no banco antes de sair do Brasil).

Gorjetas – Lá a conta não vem com os 10%. Mas os garçons esperam que vocês dêem gorjetas que sejam nesta porcentagem. Se você não der, eles ficam meio chateados.

Táxis – Prefira os que são de empresas de táxi ou cooperativas. Além disso, os regularizados têm um documento tipo uma permissão. Geralmente, o documento está visível no vidro do carro. Evitem dar notas de 50 e 100 para eles. Nunca me aconteceu, mas já ouvi muitos casos de eles dizerem que não têm troco e devolverem uma nota falsa. Deem uma olhada no mapa da cidade antes só para eles não rodarem com vocês. Também nunca aconteceu, mas taxista é taxista. Ah, geralmente os argentinos gostam muito do Brasil! Só não falem que o Pelé é melhor eu o Maradona ou que as Maldivas não são argentinas! (ou eles podem jogar vocês pra fora do carro)

Táxi no aeroporto – Não é o mais barato, mas é seguro e prático. Saindo da área de desembarque, de frente pra vocês, há um guichê de remises, o Taxi Ezeiza. Lá, você pode pedir um remis para o hotel. Se você usá-lo na volta também, tem desconto. Mas não é barato.

Trocando dinheiro no aeroporto – Antes de pedir o remise, saindo da área de desembarque, faça uma volta à sua direita e vá ao Banco de La Nación, que tem um letreiro azul. É o melhor lugar para trocar dinheiro lá. É melhor até que casas de câmbio do centro. Guarde o dinheiro e ande com trocados para o táxi e gorjetas.

TEXTO: ÉRICA FRANÇA
FOTOS: ÉRICA FRANÇA, FÁBIO MENDES E DIVULGAÇÃO

Leia mais AQUI sobre Buenos Aires

text here (1)

Coloque seu melhor e-mail abaixo e clique em Subscribe:

E-mail:

 

2 thoughts on “Dicas Buenos Aires – Agente de viagem por um dia

  1. Pingback: Rosedal, BsAs: e assim a vida transcorre tranquila… « Viajante em tempo integral

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial